Caso Taylor Swift: radialista não conseguiu provar que cantora foi responsável por sua demissão

Como já tivemos conhecimento, a cantora Taylor Swift e o radialista DJ David Mueller, que trabalhava na rádio KYGO mantém um processo na justiça desde 2015.

Nesta sexta-feira (11) o juiz William J. Martinez, que cuida do caso, afirmou que Mueller não conseguiu provar que Taylor Swift influenciou sua demissão.

Mueller não conseguiu mostrar uma conexão direta entre sua demissão e o relato de Swift para sua equipe.

Para quem não está por dentro do assunto, tudo aconteceu na turnê “Red”, em 2013, durante um meet and greet da girl. Segundo Taylor, Muller ao tirar uma foto com ela, agarrou sua bunda. Imediatamente, a equipe de segurança foi avisada sobre o assédio, retirando DJ da turnê e proibindo que ele entrasse em qualquer outro show. Mais adiante, a rádio o demitiu.

O radialista continua com o processo contra a mãe de Swift e a KYGO, pedindo uma indenização de 3 milhões de dólares. Taylor, entrou com um contra-processo, pedindo somente um dólar, para mostrar que não é o dinheiro que importa, e sim criar a consciência nas mulheres, mostrando que podem lidar com uma situação como essa.

Resultado de imagem para gif taylor swift

E ai o que vocês acharam da atitude dela? 

 

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*